Dúvidas

“Quero colocar silicone, mas tenho dúvidas…”

As principais dúvidas sobre Prótese de Silicone respondidas logo abaixo. 

Se a sua dúvida não estiver esclarecida abaixo, não deixe de entrar em contato

Qualquer mulher que esteja insatisfeito com o tamanho da sua mama, a cirurgia de aumento de mama é uma opção a ser considerara.
Sendo um procedimento individualizado para resgatar sua auto-estima e auto-confiança seguindo alguns critérios clínico-físicos:

• Você estiver fisicamente saudável;
• Você tiver expectativas realistas;
• Seus seios estiverem totalmente desenvolvidos;
• Você estiver incomodada que seus seios são muito pequenos;
• Seus seios diferirem em tamanho ou forma;
• Uma ou ambas as mamas não se desenvolveram normalmente;
• Que os seus seios não tenham flacidez em excesso.

Mamoplastia de aumento consiste no aumento do volume das mamas por meio da colocação de implante de próteses de silicone, não corrigindo o excesso de pele e as mamas caídas.

Mastopexia ou Lifting das mamas é o procedimento realizado para corrigir a flacidez e a queda das mamas, elevando e recolocando as mamas no lugar ideal podendo ou não utilizar uma prótese de mama para criar uma sustentação a mama.

Você passará em uma consulta com um cirurgião plástico que irá avaliar e discutir com você as opções e recomendar o tratamento mais adequado no seu caso.

Serão explicados vários pontos sobre o procedimento cirúrgico:

• Avaliar o seu estado geral de saúde e todas as condições pré-existentes de saúde ou fatores de risco;
• Examinar suas mamas e tirar medidas detalhadas de seu tamanho e forma, verificar a qualidade da pele, a posição dos mamilos e as aréolas;
• Serão solicitados exames de laboratório e ou de imagem;
• Será recomendado pelo cirurgião o tratamento mais adequado para sua cirurgia;
• Discutir o tipo de anestesia a ser utilizada durante o procedimento.

Etapa 1 – Anestesia
Medicamentos são administrados para o seu conforto durante a cirurgia de aumento de mama. As opções incluem sedação intravenosa e anestesia geral. Seu médico recomendará a melhor opção para você.

Etapa 2 – Incisão
As incisões são feitas em áreas discretas para ajudar a minimizar que a cicatriz fique visível. Você e seu cirurgião plástico discutirão quais opções de incisão são apropriadas para o resultado que deseja. As opções de incisão incluem:
– Incisão inframamária: realizada no sulco submamário,
– Incisão transaxilar: realizado na região interna da axila
– Incisão periareolar: Realizada na região inferior da aréola em forma de U
As incisões variam com o tipo de implante, o volume desejado, as particularidades anatômicas e a preferência do cirurgião.

Etapa 3 – A escolha dos implantes
O tamanho e a forma dos seios são importantes. Converse com seu cirurgião sobre suas expectativas. O tipo e o tamanho do implante serão determinados não apenas pelo seu desejado de aumento no tamanho, mas, também, pela elasticidade da pele, anatomia e tipo físico.

Etapa 4 – Inserção e colocação do implante
Após a incisão, determina-se o local onde a prótese mamária será inserida:
• Sub Glandular: colocado embaixo da glândula mamária
• Sub-Fascial: Colocado embaixo da fáscia entre a glândula e o músculo peitoral
• Sub-Muscular: colocado abaixo do músculo peitoral
O método para inserir e posicionar os implantes depende do tipo de implante, do volume pretendido, de particularidades anatômicas e de recomendações do cirurgião.

Etapa 5 – Fechando as incisões
As incisões são fechadas com suturas por camadas no tecido da mama e com suturas, colas ou adesivos para fechar a pele.

Etapa 6 – Resultados
Os resultados da cirurgia de aumento de mama são imediatamente visíveis. Com o tempo, o inchaço diminui.

O custo é sempre uma consideração em cirurgia eletiva. Os honorários de um cirurgião podem variar com base em sua experiência, tipo e custo dos implantes mamários utilizados.
O custo pode incluir:

• Honorários do cirurgião e Equipe;
• Custos hospitalares e de centro cirúrgico;
• Honorários do anestesista;
• Custos das Próteses;
• Malhas de uso no pós-operatório;
• Drenagem linfática.

Os implantes são formados por conchas de elastômero de silicone, preenchidos com gel de silicone de alta coesividade, que impede seu vazamento caso haja ruptura da prótese.

E, graças aos avanços tecnológicos, as próteses mamárias evoluíram.

Seu envelope tem uma textura variada e uma espessura mínima, reduzindo drasticamente a taxa de rejeição, apresentando forma, perfil e tamanhos diferentes, para serem usados individualmente em cada paciente.

Há diversos formatos disponíveis, que podem ser escolhidos de acordo com o objetivo da paciente: tipos para quem deseja um resultado mais discreto, mais natural ou mais evidente.

PRÓTESE REDONDA: são simétricas, sendo a prótese mais utilizada na cirurgia estética, pois preenche bastante a parte superior da mama. Indicada para quem possui o tórax proporcional e já tem, naturalmente, mamas com volume considerável.

Ideal para mulheres mais ousadas, que querem colocar um biquíni ou decote e chamar a atenção para os seus seios. Pois, esta opção deixa o colo muito mais desenhado.

PRÓTESES ANATÔMICAS: tem formato de gota, proporcionando um resultado mais natural, tendo maior parte do volume do silicone no polo inferior do implante, determinando com isso mamas com pouco colo superior e maior volume inferior.

Por isso é pouco utilizado em cirurgias estéticas. Sendo mais utilizado em cirurgias para reconstrução da mama, daquelas mulheres que tiveram câncer de mama. 

PRÓTESES CÔNICAS: são mais estreitas e apresentam maior projeção. Projetando mais as mamas de modo que o decote se torne mais natural já que marcam menos o colo. Proporcionando seios mais projetados para frente, principalmente o mamilo. Indicada para quem tem o tórax estreito e os seios pequenos, já que a base do busto não é alargada e a projeção para frente é bem evidente.

Existem 5 tipos principais em relação ao perfil, que variam em relação as características entre diâmetro e projeção mantendo o mesmo volume:

• Perfil baixo:  têm uma base mais larga e são mais baixas, resultando em uma mama sem projeção e muito larga

• Perfil moderado: esse perfil aumenta a largura das mamas para os lados e não apresenta muita projeção.

• Perfil alto têm uma base menor e são mais altas, é ideal para quem tem tórax proporcional e que já tenham um volume considerável e seios naturais. Deixando a mama mais marcada e uma boa projeção.

• Perfil super alto utilizadas para pacientes que tem o tórax estreitos e seios.

Determinam uma mama com colo elevado, mas de uma forma natural sem marcar muito em volta dos seios, determinando uma forma natural e bonita

• Perfil em gota são mais utilizadas nas pacientes que já tem mamas com formas e contornos estéticos e que querem apenas um aumento proporcional. A projeção para frente nas próteses de silicone em gota é menor do que a que acontece com a prótese mamária de silicone com perfil alto.

Há próteses de 150 a 700 ml de volume.

A melhor forma de avaliar a quantidade ideal é consultando um dos nossos cirurgiões, que irão utilizar medidas corporais para definir o volume do seu implante:

O profissional avalia as seguintes características para a escolha dos tipos de prótese de silicone:

• Tamanho do tórax da paciente (diâmetro)
• Volume dos seios antes da cirurgia
• Altura da paciente
• Espessura da pele
• Elasticidade da Pele
• Expectativas de resultado

Esse é um ponto muito importante na programação da cirurgia de mamoplastia de aumento, pois a escolha do plano correto determinará um resultado perfeito, duradouro e sem complicações no pós-operatório.

A definição do plano de colocação das próteses dependerá unicamente da quantidade de tecido mamário que a paciente apresenta antes de realizar a cirurgia.

Caso a paciente apresente mais que 2 cm de espessura de tecido mamário ela irá ter uma quantidade suficiente de proteção para manter a prótese natural e poderá usar o plano sub-glandular ou sub-fascial.

Agora caso a paciente não apresente essa camada de proteção de 2 cm ficará com uma proteção muito fina expondo todo o contorno das próteses então neste caso é indicado o plano sub-muscular.

Muitos pacientes têm dúvida sobre o período de recuperação. Embora muitos fatores estejam envolvidos, o período de recuperação pós-cirúrgica geralmente é de 10 dias.

Provavelmente, você irá sentir dor e inchaço por algumas semanas, que vão melhorando/aliviando com o passar do tempo.

Exercício físico e atividades normais serão liberados após um prazo de 30 dias e sob orientação de seu cirurgião plástico.

• Evitar esforços nos 15 primeiros dias;
• Não movimentar os braços em excesso.
• Obedeça às instruções que lhe serão dadas por ocasião da alta hospitalar, relativas à movimentação dos membros superiores ou massagens
• Evite molhar o curativo, até que seja autorizada a fazê-lo;
• Não se exponha ao sol ou friagem, até segunda ordem;
• Obedecer à prescrição médica;
• Alimentação normal sem restrições;
• Voltar ao consultório para curativos subsequentes, nos dias e horários estipulados;
• Evitar um esforço inoportuno, o que evitará certos transtornos;
• Não se preocupe com as formas intermediárias nas diversas fases. Tire com seu cirurgião plástico, e somente com ele, as suas eventuais dúvidas.

• Cicatrizes desfavoráveis;
• Sangramento (hematoma);
• Infecção;
• Alterações de sensibilidade da mama ou do mamilo, de forma temporária ou permanente;
• Contratura capsular, que é a formação de tecido cicatricial rígido em torno do implante;
• Ruptura do implante;
• Enrugamento da pele sobre o implante;
• Riscos anestésicos;
• Acúmulo de líquido (seroma);
• Dor, que pode perdurar;
• Possibilidade de novo procedimento cirúrgico.

Embora possa haver complicações relacionadas aos implantes mamários, os mesmos não são prejudiciais à saúde da mama e todas as complicações e intercorrências são tratadas de forma rápida e segura.

A cápsula é uma fina película que o corpo forma em volta da prótese sempre que ele detecta um corpo estranho dentro do nosso corpo, neste caso, uma prótese.

Essa cápsula tem o objetivo de gerar uma proteção e isolá-lo do resto do corpo.

Essa reação de defesa do sistema imunológico, acontece com todas as mulheres que colocam silicone nas mamas a partir do 1 mês pós cirúrgico.

A contratura capsular é uma das complicações possíveis de acontecer após a cirurgia de mamoplastia de aumento.

Acontece justamente na película criada pelo organismo em torno do implante a fim de isolá-lo do restante do corpo.

Película essa formada por um tecido fibroso, que pode se tornar mais rígido com o passar do tempo em cerca de 3% das mulheres e não tem uma causa especifica definida.

Os sintomas são leves e quase não são percebidos no início. O paciente começa a reparar pequenos incômodos nos seios, que serão progressivos com o passar do tempo como:

• Endurecimento da mama
• Assimetria, ou seja, tamanho diferente entre os seios
• Ondulamentos pequenos e visíveis na superfície da prótese
• Dor na região

O diagnóstico da contratura capsular é feito pelo exame físico e exames de imagem como ultrassom, tomografia computadorizada e ressonância magnética.

Tratamento para contratura varia de acordo com o grau da contratura e os sintomas apresentados.

Os casos mais leves de contratura Grau I e II, podem ser tratados com uma medicação, que vai ajudar a reverter esse processo, diminuindo a espessura dessa capsula através da inibição de células que aumentam essa fibrose.

Quando as mamas já estão mais endurecidas acima de Grau II. Pode ser necessário a retirada do implante, juntamente com a capsula contraída.
Em seguida, uma nova prótese será implantada no lugar restaurando a forma e o volume das mamas.

• Você é especialista pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica?
• Quantos anos de treinamento em cirurgia plástica você teve?
• Sou um bom candidato a este procedimento?
• O que se espera de mim para que os melhores resultados sejam obtidos?
• Onde e como será realizado o procedimento?
• Qual a forma, o tamanho e a textura da superfície? Qual local de incisão e de colocação é recomendado para mim?
• Quanto tempo de recuperação posso esperar e que tipo de ajuda vou precisar durante minha recuperação?
• Quais são os riscos e complicações associados ao meu procedimento?
• A amamentação será prejudicada?
• Qual será a evolução da cirurgia com o passar do tempo? Após a gravidez? Após a amamentação?

Agende a sua consulta!

Entre em contato com a nossa equipe e resgate sua autoestima.  Seu sonho está ao seu alcance!

Últimos depoimentos

Veja os depoimentos de alguns pacientes que realizaram os procedimentos conosco.

Doutor Prótese
5.0
powered by Facebook
Dany Regina
Dany Regina
2019-03-02T20:40:42+0000
super fiz várias com ele o melhor
Danielle Mayra
Danielle Mayra
2019-02-08T00:06:41+0000
um excelente médico!recomendo
Keila Araújo
Keila Araújo
2019-02-07T00:53:54+0000
Excelente profissional, experiente, atencioso... faria tudo de novo com toda certeza!
Juliana Silva
Juliana Silva
2019-02-06T18:20:52+0000
Profissionalismo... Maravilhoso!
Ana Santos
Ana Santos
2019-02-05T15:13:24+0000
Um cirurgião competente , seguro do que faz, passa muita confiança pro paciente é um ótimo profissional !!! Parabéns dr Daniel 👏👏read more
Cassia Henriques
Cassia Henriques
2019-02-05T01:07:09+0000
Dr Daniel foi tão atencioso comigo que na primeira consulta já decidi que ele seria a melhor escolha para realizar meu sonho, acolhimento, acompanhamento,e cuidados a seus paciente é o seu diferencial 😉 Gratidão por me trazer mais auto estima 😉read more
Cintia Figueiredo
Cintia Figueiredo
2019-02-04T22:45:51+0000
Ótimo profissional! Recomendo a todas as mulheres!
Priscila Facchinete
Priscila Facchinete
2019-02-04T22:13:22+0000
Médico excelente, super atencioso!!!
Lesley Cazzetta
Lesley Cazzetta
2019-02-01T23:24:29+0000
melhor cirurgião possível.....qualquer procedimento que eu queira ou precise fazer só com ele. competência inigualávelread more
Next Reviews
Fechar Menu

Agende sua consulta

Quer colocar silicone? Entre em contato com a nossa equipe e resgate sua autoestima. Seu sonho está ao seu alcance!